Grécia e credores entram na reta final para selar novo resgate

segunda-feira, 10 de agosto de 2015 11:45 BRT
 

(Reuters) - A Grécia e seus credores internacionais se empenhavam nesta segunda-feira em dar os últimos retoques em um pacote de resgate financeiro de bilhões de euros para manter à tona o país e cumprir um importante pagamento da dívida ao Banco Central Europeu (BCE) dentro dos próximos dias.

A Alemanha estabeleceu condições “severas” para uma nova ajuda e disse que seria sensato ligar o tamanho da primeira parcela ao progresso da Grécia na implementação de reformas, um reflexo da preocupação na zona do euro com a possibilidade de Atenas não cumprir o prometido.

Ministros gregos e representantes de instituições europeias e do Fundo Monetário Internacional (FMI) retomaram as conversas na manhã desta segunda-feira após uma verdadeira maratona em uma sessão de domingo, que terminou quase de madrugada.

Um pacote de até 86 bilhões de euros em novos empréstimos para a nação assolada por dívidas precisa estar em vigor até 20 de agosto, data do pagamento ao BCE. As taxas dos títulos gregos caíam diante de esperanças de um desfecho rápido nas tratativas.

O acordo marcaria o fim de um capítulo doloroso nas negociações sobre um resgate financeiro para a Grécia, que lutou contra as medidas de austeridade exigidas pelos credores durante boa parte do ano antes de aceitar um acordo diante da ameaça de ser expulsa da zona do euro.

“A partir da meia-noite, os dois lados começaram a arrancada final, discutiram a arrancada final – analisando o texto final, frase por frase, palavra por palavra”, disse um funcionário do Ministério das Finanças grego.

Mais cedo, as autoridades de Atenas haviam dito ter esperança de concluir as negociações com os credores até o início da terça-feira no máximo. A Comissão Europeia afirmou prever um acordo ainda este mês.