Preços ao produtor têm queda e IGP-M sobe menos na 1ª prévia de agosto, diz FGV

terça-feira, 11 de agosto de 2015 08:56 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Índice Geral de Preços-Mercado (IGP-M) desacelerou a alta a 0,10 por cento na primeira prévia de agosto, ante elevação de 0,65 por cento no mesmo período de julho, beneficiado pela queda nos preços ao produtor e perda de fôlego do IPC.

O IGP-M havia fechado julho com alta de 0,69 por cento, ante variação positiva de 0,67 por cento em junho.

A Fundação Getúlio Vargas (FGV) informou nesta terça-feira que o Índice de Preços ao Produtor Amplo (IPA), que mede a variação dos preços no atacado e responde por 60 por cento do índice geral, teve queda de 0,06 por cento na primeira prévia de agosto, ante avanço de 0,56 por cento em igual período de julho.

A queda foi puxada pelo recuo dos grupos Bens Finais e Matérias-Primas Brutas, que mostraram baixa de 0,72 por cento e 0,23 por cento, respectivamente, contra aumentos de 0,11 por cento e 1,56 por cento. Já Bens Intermediários acelerou a alta para 0,73 por cento, ante 0,23 por cento na primeira apuração de julho.

Já o Índice de Preços ao Consumidor, com peso de 30 por cento no índice geral, desacelerou a alta para 0,14 por cento, contra 0,48 por cento visto anteriormente. A FGV ressaltou que a maior contribuição veio do recuo de 0,06 por cento do grupo Alimentação, depois de uma alta de 0,54 por cento.

O Índice Nacional de Custo da Construção (INCC), por sua vez, registrou elevação de 0,94 por cento, desacelerando ante alta de 1,52 por cento na primeira apuração de julho.

O IGP-M é utilizado como referência para a correção de valores de contratos, como os de energia elétrica e aluguel de imóveis.

A primeira prévia do IGP-M calcula as variações de preços no período de 21 a 31 de julho.

(Por Bruno Federowski)