Solução para déficit hidrelétrico entra em debate até próxima semana, diz ministro

terça-feira, 11 de agosto de 2015 13:00 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Agência Nacional de Energia Elétrica deverá abrir, entre o final desta semana e o começo da próxima, uma audiência publica de cerca de dez dias com a proposta alinhada entre governo e órgão regulador para solucionar o déficit de geração das hidrelétricas, disse nesta terça-feira o ministro de Minas e Energia, Eduardo Braga.

"A proposta está bem encaminhada. A Aneel deve realizar ainda mais uma reunião com o setor", disse Braga a jornalistas, ao deixar o Palácio do Planalto após o lançamento, pelo governo, de um plano de investimentos de 186 bilhões de reais para o setor elétrico entre 2015 e 2018.

Com a seca registrada nos últimos dois anos, todas as térmicas foram ligadas para garantir a oferta de energia, o que causou perdas às hidrelétricas, que passaram a gerar abaixo do estabelecido em contrato e tiveram que comprar energia mais cara no mercado de curto prazo.

Em meio a uma corrida dos investidores em hidrelétricas aos tribunais para obter liminares e se proteger dos débitos associados ao déficit de geração das usinas, a Aneel abriu uma audiência pública sobre o tema, que resultou em uma proposta de acordo, que tem sido apresentada em reuniões com as empresas.

É essa proposta que deverá agora ser apresentada ao mercado e entrar em um novo processo de audiência pública, desta vez de maneira mais célere.

(Por Leonardo Goy)