Índice europeu de ações fecha em queda após China desvalorizar iuan e por dado da Alemanha

terça-feira, 11 de agosto de 2015 14:26 BRT
 

(Reuters) - O principal índice europeu de ações fechou em queda nesta terça-feira, com as ações de montadoras e bens de luxo figurando entre as maiores quedas, após a China desvalorizar sua moeda e reagindo ao enfraquecimento da confiança econômica na Alemanha.

O índice FTSEurofirst 300 fechou com queda de 1,68 por cento, a 1.558 pontos.

A China é um grande destino para exportações da zona do euro e a desvalorização do iuan deu força à perspectiva de uma nova rodada de guerra cambial. As ações europeias e empresas focadas em exportação foram favorecidas por um euro mais barato neste ano após o Banco Central Europeu (BCE) dar início a um programa de compra de títulos para estimular o crescimento.

"O que é bom para o crescimento da China é, infelizmente, ruim para todo o resto do mundo", disse o co-chefe da Henderson Global Investors, Bill McQuaker.

A pesquisa da alemã ZEW também afetou o humor no mercado, com a confiança econômica em queda em comparação ao mês anterior e abaixo das expectativas.

Os papéis das montadoras BMW, Daimler e a Volkswagen caíram todas mais de 3,5 por cento. As ações dos grupos de bens de luxo Swatch e a LVMH caíram ambas mais de 5 por cento.

Em LONDRES, o índice Financial Times recuou 1,06 por cento, a 6.664 pontos.

Em FRANKFURT, o índice DAX caiu 2,68 por cento, a 11.293 pontos.

Em PARIS, o índice CAC-40 perdeu 1,86 por cento, a 5.099 pontos.   Continuação...