Copel injeta recursos em linhão do Teles Pires e determina apuração de eventuais prejuízos

quarta-feira, 12 de agosto de 2015 14:22 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A estatal paranense de energia Copel aprovou a injeção de 100 milhões de reais em linhas de transmissão que estão sendo construídas em parceria com a chinesa State Grid e determinou que seja realizada "apuração de eventuais prejuízos" nos empreendimentos, segundo decisões do Conselho de Administração que constam de ata divulgada nesta quarta-feira.

Os projetos foram arrematados por State Grid e Copel em leilão realizado pela Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) em 2012 e precisariam ter sido entregues em janeiro, mas devem ser concluídos apenas no final do ano.

Segundo a ata, referente a reunião realizada em 3 de agosto, os conselheiros da Copel determinaram à diretoria da holding analisar os empreendimentos e "havendo prejuízos, apontar os motivos e, se pertinente, adotar medidas de ressarcimento junto aos mandatários que deram causa a esses prejuízos".

Em uma das linhas, que escoará a energia gerada pela hidrelétrica de Teles Pires, no Mato Grosso, o conselho aprovou um aporte de 26 milhões de reais, visto como "necessário para a continuidade do empreendimento", ante 71,9 milhões extras que haviam sido demandados.

Já no projeto Guaraciba, que envolve linhas em Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso, foram aprovados 75 milhões de reais, dos 126,3 milhões de reais solicitados.

Em ambos os casos, foi determinado que a Copel adote "controles adicionais, para um acompanhamento mais rigoroso do desempenho físico-financeiro da implantação do projeto" e "evitar riscos de atrasos adicionais".

Também foi acertado que os investimentos aprovados somente serão disponibilizados após a contratação de seguro garantia e realização de análise que indique que será possível concluir as obras até novembro e dezembro deste ano, respectivamente. No caso de o prazo não ser cumprido, os seguros seriam executados.

No leilão de transmissão que ofertou os projetos, State Grid e Copel arremataram as linhas do Teles Pires e de Guaraciba com deságios de 43 e 37 por cento, respectivamente.

Atualmente, a usina de Teles Pires, com 1.820 megawatts em capacidade instalada, está pronta, mas aguarda a conclusão da linha para poder inciar a produção de energia elétrica.

(Por Luciano Costa; edição de Roberto Samora)