Suzano tem salto no lucro do 2o tri com alta no preço da celulose e câmbio

quarta-feira, 12 de agosto de 2015 20:14 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A Suzano Papel e Celulose teve lucro líquido de 456 milhões de reais no segundo trimestre, em um resultado praticamente dentro do esperado e impulsionado por aumento de produção, preços e valorização do dólar contra o real que eleva o valor das exportações da companhia.

Um ano antes, a empresa teve lucro líquido de 97 milhões de reais. O resultado reverteu prejuízo de 762 milhões de reais sofrido nos três primeiros meses do ano, em um desempenho que tinha sido impactado por variação cambial sobre a dívida em moeda estrangeira.

A geração de caixa medida pelo lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda) ajustado somou 959 milhões de reais, 84 por cento acima do obtido no segundo trimestre de 2014 e recorde para a companhia.

Analistas, em média, esperavam lucro líquido de 501 milhões de reais e Ebitda de 944 milhões de reais para Suzano.

A Suzano vendeu no segundo trimestre 805 mil toneladas de celulose, crescimento de 15,7 por cento sobre um ano antes. Já as vendas de papel somaram 310 mil toneladas ante 319 mil reportados para o segundo trimestre do ano passado.

A empresa voltou a reduzir a relação de despesas administrativas, gerais e com vendas e receita líquida, que caíram a 8,8 por cento, recuando pelo 11o trimestre consecutivo.

Já a relação dívida líquida sobre Ebitda ajustado caiu pelo terceiro trimestre consecutivo, chegando a 3,3 vezes ante 3,9 vezes em março e 4,5 vezes em junho do ano passado.

(Por Alberto Alerigi Jr.)