Índices acionários asiáticos sobem, por esperanças de que China vai desacelerar queda do iuan

quinta-feira, 13 de agosto de 2015 07:42 BRT
 

Por Lisa Twaronite

TÓQUIO (Reuters) - Os índices acionários asiáticos fecharam em alta nesta quinta-feira, encorajados pela recuperação em Wall Street e após o banco central da China tranquilizar os mercados ao assegurar que não há base para mais depreciação do iuan após desvalorizar a moeda no começo desta semana.

Às 7h35 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão avançava 0,34 por cento.

O banco central da China disse que não há base para mais depreciação do iuan à luz dos fundamentos econômicos fortes do país. A moeda recuava pelo terceiro dia consecutivo após a decisão de Pequim de desvalorizar a moeda na terça-feira.

O Banco do Povo da China fixou o ponto médio do iuan a 6,4010 por dólar antes da abertura do mercado, mais fraca que a taxa anterior, 6,3306 por dólar. A diferença entre o ponto médio e a taxa negociada no mercado à vista diminuiu fortemente enquanto o banco central tenta conter a queda do iuan.

Ainda assim, operadores continuaram demonstrando cautela, incertos sobre até onde o iuan pode cair. Fontes disseram à Reuters que algumas vozes poderosas no governo estão defendendo uma desvalorização ainda maior para ajudar os exportadores chineses, que atravessam dificuldades.

O vice-presidente do banco central da China, Yi Gang, descartou tais conversas como infundadas, mas isso não convenceu agentes do mercado de que as autoridades chinesas não vão permitir que o iuan caia mais com o tempo, levando em conta a fraqueza na economia.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei avançou 0,99 por cento, a 20.595 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,43 por cento, a 24.018 pontos.   Continuação...