BC da China tenta tranquilizar mercados, não vê motivo para iuan cair mais

quinta-feira, 13 de agosto de 2015 07:52 BRT
 

Por Kevin Yao e Pete Sweeney

PEQUIM/XANGAI (Reuters) - O banco central da China disse nesta quinta-feira que não há motivo para o iuan cair mais por conta dos fortes fundamentos econômicos do país, em um esforço para tranquilizar os nervosos mercados globais após o BC desvalorizar sua moeda no início da semana.

Com o iuan perdendo terreno pelo terceiro dia consecutivo, o Banco do Povo da China disse que o ambiente econômico, superávit comercial sustentado, posição fiscal sólida e grandes reservas internacionais dão fornecem "forte suporte" à taxa de câmbio.

A decisão da China de desvalorizar a moeda na terça-feira por meio de uma redução de 2 por cento da taxa que serve de referência para o mercado provocou temores de uma "guerra cambial" e golpeou os mercados financeiros globais, derrubando outras moedas asiáticas às mínimas em anos.

A manobra também atraiu acusações de políticos dos Estados Unidos de que Pequim estava concedendo uma vantagem desleal a seus exportadores.

O banco central disse então que a manobra era uma depreciação não recorrente, mas fontes envolvidas no processo de tomada de decisões na China disseram à Reuters que vozes poderosas dentro do governo estão pressionando para que o iuan recue ainda mais, sugerindo pressão por uma desvalorização de quase 10 por cento.

O vice-presidente do banco central, Yi Gang, disse que não faz sentido acreditar que o iuan recue tanto.

Nesta quinta-feira, o Banco do Povo da China disse que não há base para depreciação contínua do iuan.

No entanto, mesmo se o banco central for bem-sucedido em impor um piso ao iuan por ora, dados econômicos fracos para julho e expectativas de mais cortes de juros ainda neste ano devem alimentar expectativas de que as autoridades podem permitir que a moeda se enfraqueça mais.   Continuação...

 
Vice-presidente do banco central da China, Yi Gang, durante encontro em Tóquio.  14/10/2012    REUTERS/Issei Kato