Instituições credoras estão preocupadas sobre sustentabilidade da dívida grega

quinta-feira, 13 de agosto de 2015 11:10 BRT
 

(Reuters) - As instituições credoras que fizeram acordo sobre o esboço do terceiro resgate para a Grécia têm "sérias preocupações" sobre a sustentabilidade da dívida grega, apesar de acreditarem que um corte nominal possa ser evitado, segundo documento de análise de sustentabilidade da dívida visto pela Reuters nesta quinta-feira.

"O alto nível da relação dívida/Produto Interno Bruto e as necessidades brutas de financiamento resultantes dessa análise apontam para sérias preocupações em relação à sustentabilidade da dívida pública da Grécia", mostrou o texto, acrescentando que reformas abrangentes são necessárias.

"Em suma, uma combinação apropriada de extensão de prazos da dívida e períodos de carência para juros e principal permitiriam trazer a dívida da Grécia de volta a níveis sustentáveis em termos de necessidades brutas de financiamento sem precisar de um corte nominal como declarado pela cúpula do euro de 12 de julho", segundo o relatório.

A análise previu receitas de privatização, excluindo as originadas em bancos, de 13,9 bilhões de euros até 2022.

As instituições esperam que a economia grega tenha contração de 2,3 por cento neste ano e de 1,3 por cento no ano que vem, antes de voltar a crescer 2,7 por cento em 2017.