Bovespa fecha no menor patamar em 6 meses com Petrobras e bancos

quinta-feira, 13 de agosto de 2015 17:55 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO(Reuters) - O principal índice da Bovespa fechou em queda pelo terceiro pregão seguido nesta quinta-feira, atingindo o menor nível em cerca de seis meses, com Petrobras entre as maiores pressões negativas em meio ao recuo dos preços do petróleo.

Ações de bancos também voltaram a pesar por preocupações com a possibilidade de aumento da tributação sobre o setor financeiro, com Banco do Brasil caindo de 4,38 por cento também afetado pela repercussão desfavorável do seu resultado trimestral.

O Ibovespa caiu 0,78 por cento, a 48.009 pontos, menor patamar de fechamento desde 2 de fevereiro.

O giro financeiro totalizou 5,8 bilhões de reais.

Os balanços de CSN, Suzano Papel e Celulose e Oi, entre outros, também repercutiram no pregão, na reta final da safra de resultados do segundo trimestre, com efeito misto nos negócios.

Do exterior, repercutiram positivamente declarações do banco central da China de que não há motivo para o iuan cair mais por conta dos fortes fundamentos econômicos do país, após o BC desvalorizar sua moeda no início da semana.

Wall Street fechou com o S&P 500 em leve queda de 0,13 por cento, com agentes financeiros também atentos a dados econômicos que reavivaram expectativas de alta dos juros nos Estados Unidos em setembro.

  Continuação...