Latam Airlines avalia atrasar recebimento de aviões de longo alcance

quinta-feira, 13 de agosto de 2015 21:36 BRT
 

SANTIAGO (Reuters) - O grupo de aviação Latam Airlines, maior grupo de transporte aéreo da América Latina, disse nesta quinta-feira que está revisando seu plano de frota de aeronaves, o que pode resultado em adiamentos na chegada de alguns aviões de passageiros de longo alcance.

O possível atraso na chegada de novas aeronaves vem no momento em que a Latam Airlines e a indústria da aviação na região sul-americana estão passando por uma situação adversa, especialmente o enfraquecimento do mercado brasileiro.

A Latam "está atualmente avaliando atrasar a chegada de um número de aviões de passageiros de longo alcance, com entregas programadas em 2017 e 2018, assim como sublocar ao menos um avião cargueiro", disse a empresa em comunicado.

Para 2015 e 2016, o grupo planeja investir 1,689 bilhão e 2 bilhões de dólares, respectivamente, na frota de aviões.

Apesar do ajuste que avalia em sua frota, a empresa - que inclui a chilena Lan e a brasileira TAM - disse que isso não afeta a estratégia de longo prazo. Essa estratégia inclui o projeto de estudo de viabilidade de um hub no Nordeste do Brasil e o fortalecimento dos hubs de Brasília e São Paulo.

A companhia revisou sua projeção de margem operacional para baixo, para um intervalo de 3,5 a 5 por cento ante estimativa anterior de 6 a 8 por cento.

"No contexto de um cenário macroeconômico mais difícil no Brasil, causado pelo aumento da inflação e uma forte depreciação do real, a companhia decidiu revisar para baixo a previsão de margem operacional", disse a Latam.

A Latam divulgou um prejuízo inesperado de 49,7 milhões de dólares no segundo trimestre, pressionada pelas operações no Brasil, seu principal mercado. O mercado esperava lucro de 4 milhões de dólares de acordo com uma pesquisa da Reuters.

(Por Antonio de la Jara)