Cesp tem queda de 46% no lucro com menor preço spot da energia e déficit hídrico

sexta-feira, 14 de agosto de 2015 18:32 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A estatal paulista de energia Cesp apresentou um lucro líquido de 265 milhões de reais no segundo trimestre, com queda de 46 por cento na comparação anual, principalmente devido a um menor preço da energia no mercado de curto prazo e ao déficit de geração das hidrelétricas.

Com isso, as receitas com venda de energia da Cesp caíram 37,2 por cento, para 890 milhões de reais, com destaque para a comercialização no mercado de curto prazo, que rendeu uma receita 68 por cento menor, de 101,4 milhões de reais.

O resultado reflete um maior déficit hídrico, em função de uma estratégia do Operador Nacional do Sistema (ONS) de acionar menos as hidrelétricas, para poupar os reservatórios, e a redução do Preço de Liquidação das Diferenças (PLD), que teve o patamar teto alterado de 822 reais por megawatt hora (MWh) em 2014 para 388 reais por MWh neste ano.

Já o lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) foi de 501,7 milhões no trimestre, 43,3 por cento abaixo do mesmo período do ano passado.

Segundo a Cesp, suas hidrelétricas produziram 15 por cento menos energia ante o segundo trimestre de 2014, sendo que a eletricidade gerada ficou 26,4 por cento abaixo da garantia física, que é o máximo de energia que uma usina pode vender.

A comercialização de energia no mercado livre representou 61,3 por cento da receita da empresa no trimestre, contra 26 por cento do ambiente regulado e 12,7 por cento no mercado de curto prazo.

As despesas operacionais no trimestre foram de 395,9 milhões, com queda de 22,4 por cento na comparação anual, com destaque para a redução de 66,2 por cento nas provisões operacionais.

A Cesp fechou o trimestre encerrado em 30 de junho com dívida financeira de 1,6 bilhão de reais e um caixa de 1,2 bilhões, representando uma dívida líquida de 428 milhões de reais.

(Por Luciano Costa)