Ministro das Finanças da Grécia diz que acordo vai fazer país avançar

sexta-feira, 14 de agosto de 2015 19:27 BRT
 

Por Foo Yun Chee e Alexander Saeedy

BRUXELAS (Reuters) - O ministro das Finanças da Grécia, Euclid Tsakalotos, disse nesta sexta-feira que um acordo de resgate alcançado com os credores vai fazer a Grécia avançar e criar um sistema financeiro mais estável sem prejudicar os correntistas.

"Ele leva a Grécia à frente no sentido de que o sistema financeiro deve ser muito mais estável daqui para frente. Há uma promessa de recapitalização dos bancos, sem que qualquer correntista tenha que arcar com os custos ou se preocupar", disse ele a jornalistas.

"O processo de reversão dos efeitos negativos de controles de capital cai começar muito rapidamente e muito em breve vai levar os bancos para onde estavam antes, espero que em um passo muito mais consistente", disse.

Os comentários foram feitos após os ministros das Finanças da zona do euro concordarem, após seis horas de negociações, a emprestar até 86 bilhões de euros à Grécia.

No entanto, Tsakalotos disse que o sucesso do terceiro resgate da Grécia vai depender de como os gregos respondem aos desafios das duras reformas.

"Qualquer acordo é apenas tão bom quanto você o faz. Vamos esperar que o povo grego seja capaz de fazer o melhor deste acordo", disse.