Eletrobras tem perda de R$1,4 bi no 2° tri, com déficit hídrico e mais provisões

sexta-feira, 14 de agosto de 2015 21:57 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A estatal brasileira de energia elétrica Eletrobras registrou prejuízo líquido de 1,4 bilhão de reais no segundo trimestre, ante perdas de 104 milhões de reais no mesmo período do ano passado, de acordo com balanço divulgado nesta sexta-feira.

A soma do lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização (Ebitda, na sigla em inglês) das empresas controladas pela estatal ficou negativo em 77 milhões de reais no período.

A receita operacional líquida da estatal no trimestre foi de 8,2 bilhões de reais, com redução de 4,3 por cento ante o mesmo período de 2014.

As atividades de geração de energia da estatal tiveram receita de 5,2 bilhões de reais, com baixa de 7 por cento ante 2014.

Houve queda na receita de suprimento de energia, para 3 bilhões de reais, ante 3,1 bilhões em 2014, e uma receita menor com vendas de energia no mercado de curto prazo, que somaram 757 milhões de reais, contra 887 milhões de reais no ano passado.

Em transmissão, a receita teve alta de 12,1 por cento, para 1,3 bilhão de reais, com a ajuda de maiores receitas de construção.

Na distribuição, a Eletrobras somou receitas de 3,78 bilhões de reais, alta de 6 por cento, influenciada pela cobrança das bandeiras tarifárias.

Na parte de custos, a estatal teve ainda crescimento de 14 por cento, para 3,3 bilhões de reais, nos gastos com compra de energia elétrica para revenda, influenciados principalmente pela maior exposição da controlada Furnas ao déficit de geração enfrentado pelas hidrelétricas do país.

A Eletrobras informou que realizou provisões líquidas no montante de 901 milhões de reais, sendo 848 milhões de reais em "provisões para contingências" e 151 milhões de reais para "créditos de liquidação duvidosa de consumidores e revendedores".

(Reportagem de Luciano Costa)