Bovespa tem 5ª queda e renova mínima desde final de janeiro, pressionada por JBS

segunda-feira, 17 de agosto de 2015 18:03 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A bolsa paulista abriu a semana com o Ibovespa em queda, no quinto pregão consecutivo de perdas, em meio ao forte declínio dos papéis do grupo JBS e tendo como destaque na ponta positiva as ações da Cielo e da Kroton Educacional.

Após uma manhã sem rumo definido, marcada pelo vencimento dos contratos de opções sobre ações, o índice de referência do mercado acionário local firmou-se no vermelho, a despeito de ganhos em Wall Street, com balanços corporativos e a incógnita no campo político no radar de agentes financeiros.

O Ibovespa caiu 0,61 por cento e fechou na mínima do dia, a 47.217 pontos, renovando o menor patamar desde 30 de janeiro.

O giro financeiro totalizou 6,7 bilhões de reais, incluindo o resultado do exercício de opções, que movimentou 2,04 bilhões de reais.

Da cena política, há a leitura entre investidores de alguma estabilidade no curto prazo, mas agenda da semana ainda sustenta certa cautela, com a votação do fim da desoneração da folha de pagamentos de vários setores entre os itens endossando uma atitude mais conservadora.

A segunda-feira incluiu a divulgação da segunda prévia do Ibovespa que irá vigorar de setembro a dezembro, destacando a entrada de Equatorial Energia, além das mudanças anunciadas na primeira versão, no início do mês.

DESTAQUES   Continuação...