Índice acionário asiático recua à mínima em 2 anos por problemas na China

terça-feira, 18 de agosto de 2015 07:09 BRT
 

Por Hideyuki Sano

TÓQUIO (Reuters) - O índice que reúne ações da região Ásia-Pacífico recuava abaixo da mínima em dois anos nesta terça-feira, reagindo a preocupações com a possibilidade de o arrefecimento da demanda na China pesar sobre a região, que depende em grande parte do comércio.

Às 7h05 (horário de Brasília), o índice MSCI caía 1,01 por cento, ao menor nível desde agosto de 2013.

"Os investidores estão adotando cautela antes da provável elevação da taxa de juros nos Estados Unidos... As preocupações com a desaceleração na China, que pode prejudicar outros países asiáticos, também pesa", disse o estrategista sênior da Sumitomo Mitsui Asset Management, Masahiro Ichikawa.

As bolsas chinesas apresentaram a maior queda diária desde 27 de julho, acompanhando o enfraquecimento do iuan contra o dólar. O movimento do câmbio reacendeu temores de que Pequim pode ter a intenção de desvalorizar mais a moeda apesar de declarações do banco central do país, que afirmou não ver motivo para uma queda maior.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 0,32 por cento, a 20.554 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG caiu 1,43 por cento, a 23.474 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSE perdeu 6,12 por cento, a 3.749 pontos.

. Em SEUL, o índice KOSPI teve desvalorização de 0,62 por cento, a 1.956 pontos.   Continuação...