Japão avalia pedir que empresas aumentem salários em 2016, dizem fontes

terça-feira, 18 de agosto de 2015 07:17 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - O governo do Japão está considerando pressionar empresas a elevar salários novamente em um momento de estagnação econômica devido a gastos fracos dos consumidores, disseram várias fontes do governo.

O governo do primeiro-ministro japonês, Shinzo Abe, já convenceu várias importantes companhias a aumentar salários nos últimos dois anos com uma série de reuniões com lobbies empresariais e sindicatos.

Crescem as vozes no governo a favor de usar a mesma tática para as negociações salariais do ano que vem, disseram as fontes, após dados mostrarem nesta semana que a economia contraiu no segundo trimestre, com queda das exportações e retração dos gastos dos consumidores.

Abe assumiu o governo no fim de 2012 com a promessa de dar fim a décadas de deflação e mazelas econômicas com reformas estruturais e afrouxamento monetário, mas consumidores têm adotado cautela e a inflação estagnou.

Os pedidos anteriores do governo elevaram os salários nas maiores empresas do Japão, mas isso até agora não se disseminou pela economia.

A estratégia também atraiu críticas de que o governo está intervindo excessivamente no setor privado.

(Reportagem de Sumio Ito)