Índices acionários da China despencam 6%, de olho em polícia monetária e câmbio

terça-feira, 18 de agosto de 2015 08:34 BRT
 

HONG KONG/XANGAI (Reuters) - Os dois principais índices acionários da China despencaram mais de 6 por cento nesta terça-feira, com especulações de que o banco central pode não ter pressa para afrouxar novamente a política monetária e temores de que um enfraquecimento ainda maior no iuan prejudique importadores.

Embora o mercado tenha se estabilizado após uma rodada de medidas oficiais para conter a forte queda em junho e julho, a confiança de investidores permanece frágil.

"Como a confiança está fraca desde a forte queda que começou em junho, as pessoas acreditam que o mercado não consegue sustentar os preços atuais sem apoio estatal. Essa crença tem causado turbulências abrangentes", disse um operador sênior de uma grande corretora chinesa em Xangai.

O índice de Xangai fechou em queda de 6,1 por cento, a 3.749 pontos, na maior queda diária desde 27 de julho e interrompendo uma série de três dias de altas. Já o índice CSI300, que reúne as maiores companhias listadas em Xangai e Shenzhen, caiu 6,2 por cento, 3.825 pontos.

(Por Donny Kwok e Jianxin Lu)