Distribuidores de aço plano do Brasil vendem menos em julho e setor piora projeção para o ano

terça-feira, 18 de agosto de 2015 12:28 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - As vendas de aços planos por distribuidores no Brasil em julho despencaram 29,1 por cento sobre um ano antes, na pior performance para julho desde 2006, fazendo a entidade que representa o setor, Sindisider, piorar nesta terça-feira a expectativa para o ano como um todo.

As vendas de julho somaram 255,4 mil toneladas, queda de 1,2 por cento ante junho. No acumulado do ano até o mês passado, o setor registra queda de 20,1 por cento nas vendas na comparação com os primeiros sete meses de 2014, a 2,061 milhões de toneladas.

"A projeção para o ano era de queda de 12 por cento (nas vendas) e nós agora projetamos ... de uma maneira que não é nem otimista nem pessimista, 22 por cento de queda", disse o presidente do Sindisider, Carlos Loureiro, a jornalistas.

Os estoques de aço plano nos distribuidores recuaram 3,6 por cento em julho sobre junho, para 1,017 milhão de toneladas, equivalente a 4 meses de vendas.

A redução nos inventários ocorreu com um recuo nas compras dos distribuidores, que no mesmo período caíram 8,2 por cento, para 217,3 mil toneladas.

Loureiro afirmou que vê "muita dificuldade em qualquer reajuste" nos preços de aço plano pelas usinas siderúrgicas diante da fraqueza do mercado, apesar da desvalorização do real ante o dólar, desfavorável a importações.

(Por Renan Fagalde)