Wal-Mart e setor de commodities pressionam Wall St

terça-feira, 18 de agosto de 2015 18:16 BRT
 

Por Rodrigo Campos

(Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos fecharam em queda nesta terça-feira pressionados pelas ações do Wal-Mart, após a divulgação de resultado, e por um recuo nos papéis de materiais devido a preocupações com a economia chinesa.

O índice Dow Jones caiu 0,19 por cento, a 17.511 pontos, enquanto o S&P 500 perdeu 0,26 por cento, a 2.096 pontos. O Nasdaq recuou 0,64 por cento, a 5.059 pontos.

As ações do Wal-Mart caíram 3,4 por cento, para o menor patamar em quase dois anos e meio, após a empresa divulgar lucro abaixo das estimativas e cortar sua projeção.

O mercado acionário chinês caiu mais de 6 por cento. Receios de que Pequim possa promover uma desvalorização mais forte do iuan pressionou os preços do petróleo e metais industriais, incluindo cobre, para mínimas em seis anos.

O índice do setor de materiais do S&P teve a maior queda entre os dez principais índices setoriais, com baixa de 0,7 por cento.

"Você pensaria que um movimento de 6 por cento na China, em meio aos recentes ajustes cambiais, levaria a um resultado mais negativo", disse o diretor da Janlyn Capital LLC, Andre Bakhos.

Ele disse que o mercado não encontrou um motivo para cair mais ou testar novas máximas, então "tem sido uma mentalidade meio elástica".

Dados mostrando que o início de construções de casas subiu em julho para perto da máxima em oito anos favoreceram empresas do setor de construção. O índice PHLX subiu 1,3 por cento, na oitava sessão seguida de ganhos.

A Disney, que compõe o Dow Jones, caiu 1,9 por cento, depois que o Wells Fargo cortou a recomendação para o papel e outras cinco empresas de mídia, incluindo a CBS. A ação da CBS caiu 1,4 por cento.