Controladora da Providência faz acordo com minoritários para adesão a OPA

quarta-feira, 19 de agosto de 2015 09:17 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - A fabricante de não tecidos Providência informou nesta quarta-feira que foi firmado compromisso entre sua controladora PGI Polímeros do Brasil e acionistas minoritários para adesão à oferta pública de aquisição (OPA) de ações com vistas a tirar a companhia da bolsa.

Os acionistas representam, em conjunto, 74,29 por cento das ações em circulação da empresa, informou a Providência em comunicado ao mercado nesta quarta-feira.

Conforme o acordo, os acionistas minoritários se comprometeram a aderir à oferta pública, vendendo seus papéis pelo preço alternativo estabelecido em edital, que a PGI se comprometeu a elevar de 8,15 para 9,05 reais.

A Providência informou em junho que sua controladora realizará oferta pública para a aquisição da totalidade das ações ordinárias de titularidade dos acionistas remanescentes da Providência como parte da alienação de controle da companhia.

O anúncio do acordo para a venda do controle da Providência para a PGI foi anunciada em janeiro por 555,88 milhões de reais.

(Por Priscila Jordão)