Crescimento empresarial da zona do euro surpreende e acelera em agosto, mostra PMI

sexta-feira, 21 de agosto de 2015 08:31 BRT
 

LONDRES (Reuters) - O crescimento empresarial na zona do euro surpreendeu e acelerou neste mês, com cortes de preços mais acentuados provocando aumento de novas encomendas, mostrou a pesquisa Índice de Gerentes de Compras preliminar ((PMI, na sigla em inglês) nesta sexta-feira.

O levantamento relativamente otimista, um dos primeiros indicadores econômicos para o mês, sugere que o imenso programa de compra de títulos do Banco Central Europeu (BCE) e um euro mais fraco podem estar finalmente surtindo efeito sobre o crescimento.

No entanto, sinais de que as empresas estão cortando os preços em ritmo mais rápido serão decepcionantes para o BCE, que tem batalhado para trazer a inflação --que ficou em apenas 0,2 por cento em julho-- para perto de sua meta que tem o teto de 2 por cento.

A leitura preliminar do PMI Composto do Markit, baseado em pesquisas junto a milhares de companhias e visto como um bom guia sobre o crescimento, aumentou para 54,1 neste mês, ante 53,9 em julho. Pesquisa Reuters previa uma leve desaceleração para 53,8.

Já o número preliminar do PMI de serviços do bloco monetário subiu a 54,3 ante 54,0, enquanto o índice que cobre a indústria ficou estável, a 52,4 em julho. Pesquisa da Reuters previa 54,0 e 52,2, respectivamente.

(Por Jonathan Cable)

 
Escultura do logo do euro na ex-sede do Banco Central Europeu, em Frankfurt.  08/07/2010   REUTERS/Ralph Orlowski