Importação de açúcar pela China salta 73% em julho, informa alfândega

sexta-feira, 21 de agosto de 2015 09:32 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - A China importou 485.027 toneladas de açúcar em julho, alta de 72,7 por cento ante um ano antes, com refinarias aproveitando os baixos preços internacionais, mostraram dados da alfândega nesta sexta-feira.

A China, um dos principais importadores mundiais de açúcar, comprou grandes quantidade este ano, com os preços internacionais movendo-se na direção oposta dos relativamente altos preços domésticos.

O contrato de referência global do açúcar atingiu uma mínima de sete anos no início deste mês, devido à pressão do avanço da safra no Brasil, maior produtor.

Enquanto isso, os preços domésticos na China mantiveram-se altos devido a restrições do governo para importações de açúcar, buscando proteger usinas locais e evitar uma acentuada queda na produção local, o que levou as margens de lucro a mais de 250 dólares por tonelada para o açúcar importado.

As importações de açúcar pela China em julho mais que dobraram ante o mês anterior devido à chegada de algumas cargas atrasadas.

As importações também foram impulsionadas por grandes volumes de açúcar refinado da Tailândia e da Guatemala, embora estes carregamentos possam ser reduzidos nos próximos meses, disse o analista Josh Rossato, da Green Pool Commodities, na Austrália.

"Nós acreditamos que os compradores podem ter recebido licenças no início no ano e precisam trazer o produto antes do vencimento", disse.

(Por Dominique Patton)