Produção de açúcar do CS atinge 2,86 mi t na 1ª quinzena, dentro das expectativas

sexta-feira, 21 de agosto de 2015 14:13 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - Usinas de cana do centro-sul do Brasil produziram 2,86 milhões de toneladas de açúcar na primeira quinzena de agosto, um número dentro das expectativas do mercado e ligeiramente maior do que as 2,79 milhões de toneladas da segunda quinzena de julho, segundo dados da União da Indústria de Cana-de-açúcar (Unica) divulgados nesta sexta-feira.

A produção de açúcar na primeira parte do mês na principal região produtora do maior exportador mundial do adoçante superou em 2,3 por cento o total registrado no mesmo período do ano passado, com o tempo seco favorecendo os trabalhos de colheita.

"Pela segunda quinzena consecutiva, o clima mais seco nas principais áreas produtoras facilitou as operações agrícolas, eliminando o atraso na colheita de cana observado este ano quando comparado com a safra anterior", disse o diretor técnico da Unica, Antonio de Padua Rodrigues, em nota.

A moagem de cana do centro-sul do Brasil somou na primeira quinzena de agosto 47,4 milhões de toneladas, alta de 5,7 por cento ante o mesmo período de 2014 e ligeiramente abaixo do forte resultado da segunda quinzena de julho, de 49,44 milhões de toneladas.

No acumulado da safra 2015/16, o centro-sul processou 326,8 milhões de toneladas de cana, alta de 0,5 por cento ante o mesmo período da temporada anterior.

O tempo tem sido extremamente seco, com um sistema de alta pressão dominando a principal região produtora no último mês. Mas uma frente fria nesta semana começou a romper a massa de ar quente, o que vai abrir o caminho para mais precipitação a partir da próxima semana, segundo meteorologistas locais.

A produção de açúcar acumulada desde o início da temporada em abril atingiu 16,36 milhões de toneladas, cerca de 9 por cento abaixo do total registrado no mesmo período do ano passado.

Com as condições mais secas, as usinas aumentaram a quantidade de sua cana utilizada para a produção de açúcar para 44,9 por cento no início de agosto, ante 43,9 por cento no final de julho.

O diretor da Unica disse que, "apesar da moagem da atual safra estar emparelhada com aquela do último ano, a fabricação de açúcar segue defasada em mais de 1,5 milhão de toneladas".   Continuação...