Preço do azeite de oliva atinge máxima de 10 anos por temor de escassez

sexta-feira, 21 de agosto de 2015 15:37 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Alerta para os consumidores que cuidam da saúde: uma menor oferta está impulsionando alta dos preços mundiais do azeite de oliva para máximas de quase uma década e o custo de temperar uma salada pode subir mais devido às perspectivas de uma colheita escassa na Espanha, o principal produtor.

Os preços no atacado para o azeite de oliva virgem alcançaram 4.099,52 euros por tonelada esta semana, uma escalada de mais de 60 por cento ante um ano antes, segundo a Fundação para a Promoção e o Desenvolvimento dos Olivais.

Os preços no varejo subiram em torno de 10 por cento em todo o mundo nos últimos doze meses, mostrou uma análise do Euromonitor.

A seca danificou a produção espanhola no verão passado, que foi de 835 mil toneladas, menos da metade que a temporada anterior, de 1,78 milhão de toneladas.

Na Itália, que tradicionalmente tem sido o segundo produtor mundial, uma bactéria transmitida por insetos destruiu grandes áreas de oliveiras no sudeste do país e reduziu sua produção em mais de 50 por cento, para 222 mil toneladas.

A produção global para a temporada 2014/15 caiu 29 por cento, segundo números do Comitê Oleícola Internacional, o que ajudou a definir os preços de atacado do chamado "ouro líquido" em seu maior nível desde fevereiro de 2006.

(Por Mariana Ionova)