China autoriza fundos de pensão a investirem no mercado acionário

segunda-feira, 24 de agosto de 2015 08:19 BRT
 

XANGAI (Reuters) - A China decidiu no domingo permitir que fundos de pensão administrados por governos locais invistam no mercado acionário pela primeira vez, canalizando potencialmente centenas de bilhões de iuanes para o combalido mercado acionário chinês.

A China publicou um esboço dessa regra para consulta pública em 30 de junho, no pico de uma recente venda generalizada no mercado acionário.

Apesar de uma série de medidas oficiais com o objetivo de apoiar o mercado, a confiança de investidores segue frágil em meio a sinais contínuos de desaceleração na economia.

O Conselho de Estado publicou no domingo o texto finalizado dessa regra após as ações terem despencado quase 12 por cento na semana passada, no pior desempenho semanal desde junho.

Os fundos de pensão poderão investir até 30 por cento de seus ativos líquidos em ações, fundos acionários e fundos mistos do país, segundo diretrizes publicadas no website do Conselho de Estado.

(Por Samuel Shen e Kazunori Takada)

 
Bandeira nacional chinesa vista em Pequim.   03/03/2015   REUTERS/Kim Kyung-Hoon