Preços do petróleo caem 6% à mínima de 6 anos e meio por preocupações com China

segunda-feira, 24 de agosto de 2015 11:46 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Os preços do petróleo recuaram mais de 6 por cento nesta segunda-feira, para uma nova mínima de seis anos e meio, depois que os mercados de ações da China sofreram a maior queda diária desde a crise financeira global, aumentando os temores sobre as perspectivas para a demanda global por combustíveis.

As bolsas de valores da China despencaram mais de 8 por cento nesta segunda, refletindo a frustração de investidores após Pequim não anunciar novos estímulos no fim de semana mesmo depois do recuo de 11 por cento da semana passada.

"A queda de hoje não é relacionada aos fundamentos do mercado de petróleo. É tudo sobre a China", disse o analista sênior de petróleo do Commerzbank Carsten Fritsch, em Frankfurt.

O petróleo Brent recuava 1,86 dólar, ou 4,09 por cento, a 43,6 dólares por barril, às 11:44 (horário de Brasília). O petróleo dos Estados Unidos caía 1,4 dólar, ou 3,46 por cento, a 39,05 dólares por barril.

O Brent tocou mínima de 42,51 dólares, queda de 6,5 por cento. Já o petróleo norte-americano chegou a ser negociado a 37,75 dólares mais cedo, queda de 6,7 por cento, no menor valor desde fevereiro de 2009.

(Por Karolin Schaps)