Soja tem mínima de 6 anos em Chicago por temores sobre China

segunda-feira, 24 de agosto de 2015 17:28 BRT
 

CHICAGO (Reuters) - Os contratos futuros da soja caíram para suas mínimas em seis anos na bolsa de Chicago (CBOT) nesta segunda-feira, enquanto o preço do óleo de soja tocou uma mínima de nove anos, com as preocupações sobre a economia chinesa alimentando liquidações nos mercados de commodities e ações.

As vendas generalizadas pressionaram os preços de commodities após o mercado acionário da China, o maior importador de soja do mundo, recuar quase 9 por cento.

No entanto, os contratos futuros da soja reduziram perdas ao final da sessão, e os mercados de milho e o trigo fecharam em alta, após as ações dos EUA terem se recuperado das mínimas de sessões.

A soja para setembro encerrou em queda de 12,50 centavos de dólar, a 8,9275 dólares por bushel, após ser negociada a um valor tão baixo quanto 8,74 dólares por bushel, o menor preço para o primeiro contrato desde março de 2009.

O milho para dezembro encerrou em alta de 3,25 centavos de dólar, ou 3,8050 dólares por bushel. O trigo para dezembro teve alta de 4 centavos, encerrando a 5,08 centavos de dólar por bushel, por compras de barganhas.

(Por Tom Polansek; reportagem adicional de P.J. Huffstutter, Colin Packham e Gus Trompiz)