Lucro da BHP Billiton desaba para mínima de 10 anos por queda nas commodities

terça-feira, 25 de agosto de 2015 10:13 BRT
 

MELBOURNE (Reuters) - A mineradora BHP Billiton divulgou o pior lucro recorrente em uma década nesta terça-feira, impactado pelos preços em queda do minério de ferro, cobre, carvão e petróleo, e disse que fará cortes mais profundos nos gastos para reforçar os dividendos.

A BHP e suas rivais têm sido impactadas após elevarem a produção de minério de ferro, cobre e carvão justamente quando o crescimento da demanda desacelerou na China, maior consumidora de metais do mundo, e vêm cortando custos nos últimos três anos para lidar com isso.

A maior mineradora do mundo reiterou sua promessa de nunca cortar seus dividendos e reduziu a meta para investimentos para o ano até junho de 2016 para 8,5 bilhões de dólares, ante 9 bilhões de dólares anteriormente, para ajudar a manter o compromisso.

"Nosso compromisso com nossos dividendos progressivos é firme", disse o presidente-executivo, Andrew Mackenzie, para repórteres. "Ele aguentou muitos ciclos anteriores e é um importante fator diferenciador em relação a nossas rivais".

A BHP, a última das cinco grandes mineradoras globais a divulgar resultados, informou que o lucro recorrente atribuível caiu para 6,42 bilhões de dólares para o ano até junho ante 13,26 bilhões um ano antes. O resultado ficou abaixo das estimativas de analistas de cerca de 7,73 bilhões.

O lucro líquido despencou 86 por cento, com a BHP registrando 2,9 bilhões em encargos tributários que a companhia havia indicado anteriormente, principalmente nos négocios Nickel West e de petróleo não convencional nos Estados Unidos.

(Por Sonali Paul)