Corte de juros não convence investidores e ações chinesas caem

quarta-feira, 26 de agosto de 2015 07:40 BRT
 

Por Saikat Chatterjee e Samuel Shen

HONG KONG/XANGAI (Reuters) - Os turbulentos mercados acionários da China recuaram novamente nesta quarta-feira, uma vez que o estímulo duplo do banco central chinês fracassou em convencer investidores de que Pequim tem capacidade para catapultar a segunda maior economia do mundo da recente desaceleração.

Após observar os preços de ações desabarem cerca de 25 por cento em pouco mais de uma semana, o banco central da China entrou novamente em ação na noite de terça-feira, cortando taxas de juros e a de compulsório.

A reação dos dois principais índices acionários da China -- que nunca são termômetros confiáveis da economia doméstica -- foi tipicamente errática, oscilando entre ganhos e perdas de mais de 3 por cento antes de encerrar o dia com recuo modesto.

"O humor do mercado ainda é de aversão a risco. Por isso os mercados não reagiram tão fortemente às últimas medidas de Pequim e acreditam que é necessário fazer mais para restaurar a confiança de investidores', disse Grace Tam, estrategista de mercados globais da JP Morgan Asset Management.

O índice CSI300, que reúne as maiores ações listadas em Shenzhen e Xangai caiu 0,57 por cento, a 3.025 pontos. O índice de Xangai recuou 1,3 por cento, a 2.926 pontos.

 
Investidora vê informações de ações em smartphone em Pequim. 26/08/2015 REUTERS/Jason Lee