Fundos de pensão de governos locais da China começarão a investir US$313 bi "logo"

sexta-feira, 28 de agosto de 2015 07:37 BRT
 

PEQUIM (Reuters) - Os fundos de pensão locais da China vão começar a investir 2 trilhões de iuanes (313,05 bilhões de dólares) assim que possível em ações e outros ativos, disseram autoridades de alto escalão do governo nesta sexta-feira, em uma tentativa de impulsionar os retornos sobre investimentos destes fundos.

A China disse no último fim de semana que permitirá que fundos de pensões de governos locais invistam no mercado acionário pela primeira vez, em uma medida que pode canalizar centenas de bilhões de iuanes ao mercado acionário do país.

Até 30 por cento desse montante podem ser investidos em ações, fundos acionários e fundos mistos. O restante pode ser investido em títulos conversíveis, instrumentos de mercado monetário, títulos lastreados em ativos, futuros de índices e futuros de bônus na China, como também em grandes projetos de infraestrutura.

"Vamos fazer de forma ativa preparações antecipadas ... vamos iniciar formalmente as operações de investimento assim que possível", disse o vice-ministro das Finanças, Yu Weiping.

No entanto, o momento dos investimentos dependerá das preparações uma vez que o Fundo Nacional de Segurança Social, administrador dos fundos de pensão locais, vai confiar a realização dos investimentos para firmas profissionais de investimentos, disse Yu a repórteres.

"Quando eles (empresas de investimento) vão entrar no mercado, o governo não vai intervir", afirmou Yu.

(Por Kevin Yao e Xiaoyi Shao)