Ações asiáticas caminham para pior queda mensal em 3 anos com Fed e China na agenda

segunda-feira, 31 de agosto de 2015 07:26 BRT
 

Por Saikat Chatterjee

HONG KONG (Reuters) - Os mercados financeiros globais deram sinais nesta segunda-feira de que caminham para outra semana difícil, com as ações e commodities caindo antes de dados que podem dar pistas sobre quando os Estados Unidos vão elevar a taxa de juros e pesquisas que devem apontar mais fraqueza na China.

A confusão sobre a direção da política nas duas maiores economias do mundo causaram turbulências nos mercados no começo da semana passada, com as variações mais fortes de preços levando investidores a buscarem portas de saída.

Às 7h21 (horário de Brasília), o índice MSCI que reúne ações da região Ásia-Pacífico com exceção do Japão recuava 0,47 por cento, rumando para uma queda de cerca de 10 por cento neste mês, a pior queda mensal desde maio de 2012.

As vendas se intensificaram conforme os mercados chineses ampliaram suas perdas. A bolsa em Xangai, o epicentro do terremoto deste mês, chegou a cair mais de 3 por cento durante a sessão. O índice acumula perdas de mais de 40 por cento desde meados de junho.

O índice japonês Nikkei e a bolsa australiana chegaram a cair 2 por cento antes de reduzir um pouco as perdas.

. Em TÓQUIO, o índice Nikkei recuou 1,28 por cento, a 18.890 pontos.

. Em HONG KONG, o índice HANG SENG subiu 0,27 por cento, a 21.670 pontos.

. Em XANGAI, o índice SSEC perdeu 0,78 por cento, a 3.207 pontos.   Continuação...