Temer diz que déficit do Orçamento de 2016 é "extremamente preocupante"

segunda-feira, 31 de agosto de 2015 13:19 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O vice-presidente da República, Michel Temer, disse nesta segunda-feira que a previsão de um déficit na casa de 30 bilhões de reais no Orçamento de 2016 é "extremamente preocupante" e deixa claro que o governo precisa do apoio de toda a sociedade, principalmente do Congresso.

"Se tivéssemos cobertos o déficit com a hipótese da CPMF no Orçamento, nós possivelmente teríamos uma derrota na CPMF, portanto uma derrota política e, em consequência, uma derrota econômica, pois o déficit, tendo em vista a inexistência do tributo, se ressaltaria, um déficit de 30 bilhões", disse.

Ao se dirigir a uma plateia de empresários, em um evento em São Paulo, Temer disse que déficit na proposta orçamentária mostra transparência e ausência de maquiagem.

"O melhor é que a transparência se desse para que desde o início disséssemos: 'Nós precisamos do apoio de todos os setores da sociedade brasileira, no particular, do Congresso. Temos que construir junto uma solução para a crise econômica'", afirmou Temer.

O governo envia ao Congresso nesta segunda-feira sua proposta de Orçamento de 2016.

(Reportagem de Renan Fagalde)

 
Vice-presidente, Michel Temer, em São Paulo. 31/8/2015 REUTERS/Paulo Whitaker