Ajinomoto pode gastar até US$1,7 bi em fusões até ano fiscal de 2016, diz presidente

terça-feira, 1 de setembro de 2015 10:37 BRT
 

TÓQUIO (Reuters) - A japonesa Ajinomoto tem entre 150 e 200 bilhões de ienes (1,3 a 1,7 bilhão de dólares) que pode gastar em aquisições e alianças até seu ano fiscal de 2016, disse o presidente da companhia, Takaaki Nishii, conforme a empresa busca se tornar uma das 10 maiores companhias globais de alimentos nos próximos anos.

Nishii, que assumiu o comando em junho, disse também à Reuters em entrevista que sua empresa irá buscar mais oportunidades de negócios para vender a consumidores europeus.

A Ajinomoto comprou no ano passado a fabricante de comidas congeladas Windsor Quality Holding por cerca de 800 milhões de dólares, e também está se concentrando em ampliar as vendas em mercados que crescem rapidamente no Sudeste Asiático e no Brasil.

(Por Yu Wang e Ritsuko Shimizu)