Relator diz que rombo na proposta orçamentária de 2016 é superior a R$30,5 bi

terça-feira, 1 de setembro de 2015 15:36 BRT
 

BRASÍLIA (Reuters) - O rombo nas contas da União no próximo ano é maior que 30,5 bilhões de reais apontado pelo governo na proposta orçamentária encaminha ao Congresso, disse nesta terça-feira o relator do projeto de lei orçamentária, deputado Ricardo Barros (PP-PR).

O relator disse que numa análise inicial faltam 3,4 bilhões de reais em gastos que não foram incluídos na proposta encaminhada pelo Executivo, sendo 1,9 bilhão de reais referentes à compensação da Lei Kandir e 1,5 bilhão de reais para emendas parlamentares.

O deputado não descarta que haja outros itens ausentes no projeto de lei orçamentária ou em valores inferiores ao esperado que também podem contribuir para aprofundar o déficit.

Na segunda-feira, o Executivo encaminhou ao Legislativo proposta de Orçamento para o próximo ano com despesas maiores que as receitas, no primeiro projeto com desequilíbrio nas contas públicas já apresentado ao Congresso.

Na análise do relator, o rombo terá que ser financiado pelo aumento do endividamento. "A saída hoje é financiar o déficit por meio da emissão de letras do Tesouro", disse.

(Por Luciana Otoni)