Novartis e Amgen unem forças para lutar contra Alzheimer e enxaqueca

terça-feira, 1 de setembro de 2015 19:00 BRT
 

LONDRES (Reuters) - Novartis e Amgen estão unindo forças na busca por um tratamento para o mal de Alzheimer, no mais recente sinal de que as farmacêuticas acreditam que uma terapia efetiva para a doença de perda de memória pode estar perto.

As duas empresas planejam colaborações no desenvolvimento de novos medicamentos para enxaqueca.

A suíça Novartis disse nesta terça-feira que a aliança é parte de uma direção para elaborar seu portfólio em neurociência, seguindo-se a outros acordos que expandiram a presença da empresa no alívio da dor e da esclerose múltipla.

"Estamos bastante satisfeitos, mas sempre procurando crescer e ampliar nossos projetos em desenvolvimento", disse Vas Narasimhan, chefe global de desenvolvimento da Novartis Pharma, à Reuters.

O trabalho com a farmacêutica norte-americana Amgen para o mal de Alzheimer focará em encontrar em medicamento que possa ser administrado via oral, em vez de uma injeção, através do desenvolvimento das chamadas drogas inibidoras Bace.

Os inibidores Bace funcionam através do bloqueio de uma enzima chamada beta secretase, que está envolvida na produção de beta-amyloid, proteína que cria placas cerebrais consideradas a causa principal do mal de Alzheimer.

(Por Ben Hirschler)