Negociações para venda do Novo Banco falham; Portugal busca 2º candidato

terça-feira, 1 de setembro de 2015 19:19 BRT
 

LISBOA (Reuters) - O Banco de Portugal não conseguiu chegar a um acordo com o chinês Anbang Insurance em negociações exclusivas para venda do Novo Banco, que foi resgatado pelo governo, e vai agora abrir negociações com o segundo colocado na disputa.

"Como não se chegou a acordo, o Banco de Portugal decidiu hoje encerrar essas negociações e convidar o segundo colocado nas negociações", disse o banco central em comunicado.

Uma fonte próxima ao assunto disse que a Fosun Internacional, também da China, recebeu convite para iniciar negociações pelo Novo Banco.

Novo Banco é o "banco bom" do que sobrou do Banco Espírito Santo (BES), após um resgate 4,9 bilhões de euros em agosto de 2014. O BES, então segundo maior banco de Portugal, entrou em colapso sob o peso das dívidas da família controladora.

Autoridades portuguesas, que esperam vender Novo Banco para recuperar algum dinheiro, começaram o processo de venda em dezembro e abriram conversas exclusivas com Anbang em agosto.

Mais cedo, duas fontes disseram à Reuters que a gestora Apollo Global foi convidada a negociar com o banco central para a compra de Novo Banco, que na segunda-feira relatou prejuízo de 251,9 milhões de euros no primeiro semestre.

(Por Sergio Gonaçalves)