Canadian Solar, SunEdison e chinesa BYD vão fabricar painéis solares no Brasil

quarta-feira, 2 de setembro de 2015 16:52 BRT
 

Por Luciano Costa

SÃO PAULO (Reuters) - A canadense Canadian Solar, a norte-americana SunEdison e a chinesa BYD já estão em negociações avançadas e devem anunciar em breve investimentos em fábricas de painéis solares fotovoltaicos no Brasil, disseram representantes das empresas presentes em uma feira do setor em São Paulo nesta quarta-feira.

As companhias correm para atender a um mercado em expansão, com o alto interesse em investimentos em energia solar, que caiu nas graças do governo neste ano e deve ter leilões anuais, além de um plano de estímulo a instalações de menor porte, em telhados.

Esses primeiros investimentos estrangeiros em unidades locais também visam atender a uma exigência para que a compra dos equipamentos possa ser financiada em condições mais favoráveis pelo Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), um diferencial importante em um momento em que as elevadas taxas de juros brasileiras e a disparada do câmbio dificultam outras alternativas de captação de recursos pelos investidores em usinas.

O BNDES criou um programa de aumento gradual do índice de nacionalização dos painéis solares, que no início precisarão de praticamente apenas componentes menores e montagem locais.

Nos dois primeiros leilões para energia solar promovidos no país, um na semana passada e um em outubro de 2014, foram contratados um total de 2 gigawatts em potência instalada, em empreendimentos a serem implementados até 2017.

"OPORTUNIDADE MUITO BOA"

A SunEdison, que viabilizou usinas em parceria com a brasileira Renova em ambos os leilões, promete revelar "nas próximas semanas" os planos para uma fábrica de painéis, segundo o diretor da empresa no país, Luis Pita.   Continuação...