Wall St sobe conforme volatilidade se tornando a regra

quarta-feira, 2 de setembro de 2015 18:21 BRT
 

Por Noel Randewich

(Reuters) - Os principais índices acionários dos Estados Unidos tiveram forte alta nesta quarta-feira, com investidores considerando o impacto de enfraquecimento da economia chinesa e da turbulência no mercado global sobre a decisão iminente do Federal Reserve, banco central dos EUA, de quando elevar juros.

O Dow Jones subiu 1,82 por cento, a 16.351 pontos, enquanto o S&P 500 ganhou 1,83 por cento, a 1.948 pontos. O Nasdaq avançou 2,46 por cento, a 4.749 pontos.

Os investidores dos EUA atravessaram duas semanas de fortes mudanças de rumo nas operações, o que levou o S&P 500 a registrar a maior queda mensal em três anos e a uma perda de 8,5 por cento desde sua máxima em maio.

"O que estamos vendo hoje não é uma recuperação. É a volatilidade do mercado, é nervosismo, é uma incapacidade de indicar a direção do mercado", disse o presidente executivo da Longbow Asset Management, Jake Dollarhide.

O mercado de trabalho dos EUA mostrou força bastante para motivar pequenos ganhos salariais em algumas profissões nas últimas semanas, mas algumas empresas já sentiam o impacto da desaceleração chinesa, afirmou o Fed no Livro Bege.

A combinação de mais demanda por empregados e preocupações sobre o crescimento econômico da China destacam o desafio enfrentado pelo Fed na próxima reunião, quando o banco central pode elevar a taxa de juros pela primeira vez desde 2006.

Nesta sessão, todos os 10 principais índices setoriais do S&P 500 subiram, liderados pelo setor de tecnologia, com alta de 2,6 por cento.