Produtores rurais invadem ruas de Paris com 1.500 tratores em protesto

quinta-feira, 3 de setembro de 2015 11:20 BRT
 

Por Sybille de La Hamaide

PARIS (Reuters) - Produtores rurais franceses levaram a Paris nesta quinta-feira mais de 1.500 tratores em um protesto para exigir mais ação do governo para conter a crise nos setores de carne e laticínios, que deixou algumas fazendas à beira da falência no maior produtor agrícola da União Europeia.

A manifestação, que prejudicou o tráfego nas estradas pela manhã ao redor da capital francesa, faz parte de uma série de protestos nas últimas semanas de agricultores exasperados pela queda nos preços.

A iniciativa se antecipa a uma reunião dos ministros da Agricultura da UE na segunda-feira para discutir os problemas da pecuária no bloco.

O governo anunciou um pacote de ajuda em julho, em uma concessão aos agricultores que bloquearam estradas, incluindo o acesso à estância turística do Monte Saint-Michel, e jogaram estrume diante de supermercados.

A FNSEA, o maior sindicato dos agricultores da França e organizadora do protesto desta quinta-feira, disse que as medidas são insuficientes para ajudar o setor, que enfrenta os efeitos de um embargo russo sobre produtos ocidentais, bem como problemas de longo prazo ligados à concorrência de mercadorias estrangeiras mais baratas e o poder de negociação dos supermercados.

"Nós viemos expressar nossa consternação. Não conseguimos mais viver de nosso trabalho", disse Patrice Jaouen, de 43 anos, do setor de laticínios e produtos vegetais, que liderou uma fila de tratores vindos da região da Bretanha, que percorreu 588 quilômetros desde terça-feira.

"Nós não queremos subsídios de curta duração, não queremos dinheiro público. Queremos uma reforma do sistema."

Agricultores franceses dizem ser prejudicados pelo aumento dos encargos sociais e regras mais rigorosas de proteção do meio ambiente do que nos países vizinhos da UE.

Tratores convergiram para a Place de la Nation, em Paris, um ponto tradicional de manifestações, antes de uma reunião entre o primeiro-ministro Manuel Valls e uma delegação de dirigentes do setor agropecuário.

(Reportagem adicional de Lucien Libert, Chine Labbe e Gérard Bom)

 
Tratores durante protesto em Paris.  03/09/2015        REUTERS/Charles Platiau