Rio Tinto mantém plano de aumentar produção de minério de ferro; prevê alta na demanda

quinta-feira, 3 de setembro de 2015 11:10 BRT
 

SYDNEY (Reuters) - A Rio Tinto indicou nesta quinta-feira que continuará a impulsionar sua produção de minério de ferro, mas que ainda aguarda aprovação para a construção de uma nova mina na Austrália em meio a promessas do Conselho da empresa de reduzir gastos.

A mineradora disse que a demanda global por minério de ferro continuará crescendo apesar das fracas condições atuais e que metade desta demanda será suprida pelo comércio internacional pelo menos nos próximos 15 anos, justificando um aumento da capacidade de produção.

O preço do minério de ferro caiu mais de 20 por cento em 2015, com a desaceleração econômica na China reduzindo o uso de aço pelo país.

A nova mina, chamada Silvergrass, é essencial para que a Rio Tinto chegue à meta de 360 milhões de toneladas no longo prazo, acima das 340 milhões de toneladas deste ano e das 350 milhões em 2017.

A Silvergrass já foi adiada três vezes nos últimos dois anos, e seus custos de desenvolvimento foram estimados em 1 bilhão de dólares. E agora é objeto de aprovação em 2016, de acordo com a companhia.

A companhia também se atém à previsão de crescimento de 2 por cento ao ano na demanda global por minério de ferro, para 3 bilhões de toneladas em 2030, como mostram documentos divulgados para analistas pelo presidente-executivo da empresa, Andrew Harding.

(Por James Regan e Sonali Paul)