Desembolsos do BNDES caem 18% no 1º semestre, consultas e aprovações desabam

quinta-feira, 3 de setembro de 2015 17:21 BRT
 

SÃO PAULO (Reuters) - O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) anunciou nesta quinta-feira que concedeu 68,8 bilhões de reais em empréstimos no primeiro semestre, uma queda de 18 por cento ante mesma etapa de 2014.

Mas o volume de aprovações no período, de 43,1 bilhões de reais, teve queda bem mais acentuada, de 50 por cento, o mesmo acontecendo com as consultas, que recuaram 47 por cento, a 60,7 bilhões, sinalizando que os desembolsos na segunda metade do ano devem ser ainda mais fracos.

As consultas são um termômetro importante da disposição de empresários para realizar investimentos e um indicativo da atividade da economia brasileira. A consulta é o primeiro passo dado por uma companhia para obter empréstimo do BNDES.

As quedas nos desembolsos, aprovações e consultas ao banco de fomento vêm em meio à contração da atividade econômica e após seguidas mudanças na política de concessões da instituição, na esteira de maiores restrições fiscais do governo federal.

Em junho, a TJLP, taxa referencial para corrigir empréstimos concedidos pelo BNDES, foi elevada de 6 para 6,5 por cento ao ano, com validade neste terceiro trimestre.

(Por Aluísio Alves)

 
Sede do BNDES (à direita) na cidade do Rio de Janeiro. 20/03/2015. REUTERS/Ricardo Moraes