Trigo de Chicago tem mínima de 5 anos por forte concorrência

sexta-feira, 4 de setembro de 2015 09:42 BRT
 

PARIS/CINGAPURA (Reuters) - O trigo negociado na bolsa de Chicago (CBOT) praticamente estabilizou-se depois de tocar uma mínima de cinco anos nesta sexta-feira, mas manteve-se na direção da quarta perda semanal seguida, com o produto norte-americano enfrentando dura competição na exportação com outros países do Hemisfério Norte.

O milho subiu após mínima de três semanas, e a soja também registrou ganhos, com um enfraquecimento do dólar compensando expectativas de uma grande colheita dos dois produtos nos Estados Unidos.

O contrato mais ativo do trigo subia 0,8 por cento, a 4,6925 dólares por bushel por volta das 9h30 (horário de Brasília), mas registrava queda de 3 por cento na semana. O primeiro contrato estava oscilando perto do menor nível desde 2010.

O milho tinha leve alta a 3,625 dólares por bushel, enquanto a soja ganhava 0,5 por cento, a 8,74 dólares por bushel no mesmo horário.

"Os Estados Unidos simplesmente não estão exportando trigo em ritmo suficiente para aliviar a pressão sobre os preços norte-americanos", disse Tobin Gorey, diretor de estratégia agrícola do Commonwealth Bank of Australia, em nota a clientes.

(Por Gus Trompiz e Naveen Thukral)