Bovespa fecha em queda de quase 2% com cena externa e quadro local instável

sexta-feira, 4 de setembro de 2015 17:51 BRT
 

Por Paula Arend Laier

SÃO PAULO (Reuters) - A Bovespa fechou em queda nesta sexta-feira, afetada pelo cenário externo negativo e tendo como pano de fundo um ambiente doméstico fragilizado no campo político e com perspectivas deterioradas no âmbito econômico, sem sinais claros de reversão.

O Ibovespa caiu 1,83 por cento, a 46.497 pontos. O giro financeiro totalizou 8,9 bilhões de reais. Na semana, o índice de referência do mercado acionário brasileiro contabilizou um declínio de 1,39 por cento.

Dados de emprego nos Estados Unidos divulgados pela manhã deixaram em aberto perspectivas de uma alta dos juros pelo Federal Reserve, o banco central norte-americano, ainda este mês, adicionando pressão ao negócios.

Investidores também terminaram a semana na expectativa da reabertura dos mercados chineses na segunda-feira, conforme permanecem os receios sobre a saúde daquela economia, após feriado suspender as negociações nos últimos dias.

Tanto os pregões nos EUA como o da Bovespa estarão fechados na segunda-feira por feriados nacionais.

No Brasil, o cenário político segue sustentando incertezas, com o mercado ainda avaliando que a sinalização vinda de Brasília é de que existe pouca margem de manobra para produzir o ajuste fiscal necessário para colocar o país de volta aos trilhos.

Há dúvidas também sobre próximas medidas do governo da presidente Dilma Rousseff, principalmente potenciais aumentos de tributação.

Para o gestor Marcello Paixão, sócio da gestora Constancia NP, será difícil o mercado acionário brasileiro apresentar uma melhora consistente com a economia em forte retração, o dólar e a inflação em alta e a desaceleração global em commodities.   Continuação...