Lagarde, do FMI, diz que Fed não deve apressar decisão sobre taxa de juros

sábado, 5 de setembro de 2015 14:29 BRT
 

ANCARA (Reuters) - O Federal Reserve dos Estados Unidos não deveria apressar a decisão de aumentar a taxa de juros e deveria tomá-la apenas quando for improvável que a decisão seja revertida posteriormente, disse a chefe do Fundo Monetário Internacional, Christine Lagarde, neste sábado.

Muitas economias de mercados emergentes estão preocupadas que um aumento dos juros pelo Fed seria o gatilho para o capital sair de economias emergentes em direção a ativos em dólar, criando uma agitação no mercado que prejudicaria o crescimento.

Ministros das Finanças e chefes de bancos centrais das 20 maiores economias do mundo discutiram o assunto meticulosamente em uma reunião do G20 em Ancara, disse Lagarde, depois das conversas na capital turca.

"Deveria ser feito de uma vez só, se posso dizer assim", disse Lagarde. "Em outras palavras, não podem tentar e depois voltar atrás".

"Então, o que dissemos foi que o FMI acredita que é melhor ter certeza de que as informações estão absolutamente confirmadas, que não há incerteza, nem na questão da estabilidade dos preços, nem do emprego e desemprego, antes de realmente tomar essa decisão", acrescentou.

"Isso significaria estar na curva em vez de necessariamente à frente da curva, ou, na verdade, atrás da curva".