Tesco vende braço sul-coreano para grupo de private equity por US$6,1 bi

segunda-feira, 7 de setembro de 2015 13:32 BRT
 

LONDRES/SEUL (Reuters) - A Tesco está vendendo seu braço sul-coreano para um grupo liderado pela empresa de private equity MBK Partners por 6,1 bilhões de dólares, divulgou a rede britânica de supermercados nesta segunda-feira, conforme deixa mercados estrangeiros para se concentrar em retomar seu conturbado negócio doméstico.

A venda da Homeplus, seu maior ativo no exterior, representa o primeiro grande desinvestimento pelo chefe da Tesco Dave Lewis, que quer reduzir a dívida da empresa e melhorar sua classificação de crédito após a perda de participação de mercado para as redes de desconto Aldi e Lidl na Grã-Bretanha e um escândalo contábil.

A investida ocorre após a cara saída da Tesco do Japão e dos Estados Unidos, bem como uma redução de sua exposição na China, destacando a dificuldade de varejistas ocidentais longe de seus mercados domésticos.

A Tesco acordou a venda da Homeplus aos investidores liderados pelo MBK, incluindo o Canada Pension Plan Investment Board, Public Sector Pension Investment Board e Temasek Holdings.

"Esta venda realiza um valor significativo para os acionistas e nos permite fazer progressos significativos em nossa prioridade estratégica de proteger e fortalecer nosso balanço", disse Lewis, um ex-executivo da Unilever que foi contratado em setembro passado para liderar a virada da Tesco.

Sob os termos da maior transação de private equity já feita na Ásia, a Tesco receberá 4 bilhões de libras (6,1 bilhões de dólares) em dinheiro. Após ajustes para despesas fiscais e de transação, os recursos líquidos a serem recebidos em uma combinação de dólares e wons coreanos somarão cerca de 3,35 bilhões de libras.

(Por James Davey e Joyce Lee)