PIB da zona do euro no 2º tri é revisado para cima com crescimento maior na Itália

terça-feira, 8 de setembro de 2015 08:54 BRT
 

BRUXELAS (Reuters) - A economia da zona do euro cresceu mais rapidamente do que o esperado no segundo trimestre, segundo dados divulgados nesta terça-feira, principalmente devido ao crescimento mais rápido na Itália e na Grécia.

A Eurostat, agência de estatísticas da União Europeia, informou que o Produto Interno Bruto (PIB) nos 19 países que compartilham o euro cresceu 0,4 por cento na comparação trimestral no período de abril a junho, para uma alta de 1,5 por cento na base anual.

Isto representou uma revisão dos números divulgados anteriormente de uma alta trimestral de 0,3 por cento e um avanço de 1,2 na comparação anual.

Economistas consultados pela Reuters esperavam que os números iniciais informados pela Eurostat permanecessem inalterados. Os números da zona do euro também foram revisados para o primeiro trimestre com um crescimento de 0,5 por cento na comparação trimestral, em vez da alta de 0,4 por cento informada antes. Ante o ano anterior, o crescimento no primeiro trimestre foi revisado para 1,2 por cento ante 1,0 por cento.

A revisão foi deveu-se principalmente a dados acima do esperado na Itália, terceira maior economia da zona do euro.

Embora ainda esteja crescendo a um ritmo mais lento do que a média da zona do euro, a economia italiana teve expansão de 0,3 por cento no período de abril a junho ante o trimestre anterior, e de 0,7 por cento ante igual período do ano passado.

A Eurostat também revisou para cima os números da economia grega, para um crescimento de 0,9 por cento ante 0,8 por cento na comparação trimestral, e de 1,6 por cento na base anual em vez da estimativa anterior de 1,4 por cento.

(Francesco Guarascio e Jan Strupczewski)

 
Bandeiras do euro vistas em Bruxelas.  07/07/2015  REUTERS/Eric Vidal