Lufthansa diz que não contratará novos pilotos nos termos atuais e processa sindicato

terça-feira, 8 de setembro de 2015 09:58 BRT
 

BERLIM (Reuters) - A Lufthansa não vai mais contratar novos pilotos para sua principal companhia aérea, nem para as divisões Germanwings e de transporte de carga, anunciou o grupo alemão nesta terça-feira, em resposta a ameaças de greve feitas pelo sindicato de pilotos Vereinigung Cockpit (VC).

A companhia disse também que vai processar o sindicato, questionando a legalidade de greve na Lufthansa Carga em abril de 2014. A Lufthansa disse que a unidade de transporte de carga tinha um acordo de salário válido no período, acrescentando que os custos da greve de abril totalizaram 60 milhões de euros para o grupo.

A Lufthansa disse ainda que discussões futuras serão limitadas a acordos trabalhistas e salariais coletivos, indicando que não discutirá seus planos para expandir a divisão de baixo custo Eurowings.