Saab diz que conclusão de acordo com Brasil aumenta esperança de novos contratos

quinta-feira, 10 de setembro de 2015 11:03 BRT
 

ESTOCOLMO (Reuters) - A companhia de defesa sueca Saab espera que o acordo finalizado para a venda de 36 caças Gripen para o Brasil aumente suas chances de fechar contratos com outros países, disse seu presidente-executivo, Hakan Buskhe.

A Saab, cujos produtos vão de caças a mísseis e de sistemas avançados de comando até submarinos, disse nesta quinta-feira que o contrato de 39 bilhões de coroas suecas (4,6 bilhões de dólares) com o Brasil entrou em vigor e todas as exigências foram cumpridas.

"Para uma companhia como a Saab isto, é claro, tem um efeito muito positivo. Isso nos dá uma outra possibilidade de mercado com o Brasil como referência", disse Buskhe à Reuters, acrescentando que a empresa ainda espera vender entre 400 e 450 jatos Gripen nos próximos 20 anos, uma previsão dada inicialmente há dois anos.

"E nós não superestimamos o mercado", disse.

A Saab, que compete com as norte-americanas Lockheed Martin e Boeing e com a francesa Dassault, disse que discussões estão sendo realizadas com Malásia, Indonésia e muitos outros países europeus.

(Por Helena Soderpalm)