Bombardier diz que jatos CSeries completaram 85% da certificação

quinta-feira, 10 de setembro de 2015 16:25 BRT
 

Por Allison Martell

TORONTO (Reuters) - A canadense Bombardier, principal rival da brasileira Embraer no mercado de aviões regionais, disse nesta quinta-feira que seus novos jatos comerciais CSeries já realizaram 85 por cento do processo de certificação, com 2.400 horas de testes totalizadas.

A companhia almeja concluir a certificação de seus jatos desenvolvidos ao custo de 5,4 bilhões de dólares até o fim de 2015 e entregá-los ao cliente-lançador Swiss (propriedade da Lufthansa) na primeira metade de 2016. A fabricante de trens e aviões disse estar confortável com sua carteira de pedidos, apesar de não anunciar nenhuma nova encomenda desde setembro de 2014.

"É natural na introdução de um novo avião no mercado que clientes possam esperar um pouco (para fazer encomendas)", disse o vice-presidente do projeto CSeries, Rob Dewar.

A empresa sediada em Montreal, que vem enfrentando dificuldades para encontrar compradores para sua nova família de jatos comerciais, tem pedidos firmes por 243 unidades dos aviões CSeries.

O presidente do negócios de aeronaves comerciais da Bombardier, Fred Cromer, disse que ainda está confortável em atingir a meta da fabricante de ter encomendas firmes por 300 aviões até a entrada em serviço do primeiro modelo do CSeries, apesar das dificuldades de se encontrar compradores para os jatos, cujo desenvolvimento teve uma série de atrasos.

(Reportagem adicional de Allison Lampert e Susan Taylor)

 
Avião CSeries 300 da Bombardier durante primeiro voo teste em 27 de fevereiro de 2015. REUTERS/Christinne Muschi (CANADA - Tags: TRANSPORT BUSINESS)